sábado, 28 de fevereiro de 2015

Edições de colecionador de Temple of Osiris

Finalmente atualizo minha coleção com a inclusão das edições especiais de Temple of Osiris. Eu, inicialmente, pretendia adquirir apenas os brindes físicos através da loja oficial da Square Enix. Apesar de ter feito pré-compra, tal versão só entrou em estoque em meados de janeiro. 

Esse tempo de espera me deixou preocupado com a possibilidade de ficar sem, então decidi encomendar a versão europeia, primeira escolha de muitos por possuir o jogo em mídia. Ao contrário da edição para PS4, porém, a versão para PC traz o disco em um simples envelope. Um pequeno pormenor.

No fim das contas, as duas edições chegaram praticamente juntas: uma no dia 14 e outra no dia 24 de fevereiro. Como de costume, a versão europeia foi tributada. A litografia no topo é um belo presente de natal que a Crystal Dynamics enviou aos fansites afiliados.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Desafio: Khepri uma ova

12. Khepri Shmepri
Objetivo: Derrotar Khepri mil vezes
Recompensa: Gigantic Sack of Gems (1000 gemas)
Período: 22 a 28 de fevereiro
Steam: 100% — Sucesso!

Novamente temos um desafio nos oferecendo gemas. Parece que as recompensas estão esgotando-se, mas o que me preocupa é que desde que a cobertura de Rise of the Tomb Raider começou, o blog oficial não recebeu atualizações relevantes a Temple of Osiris e seus desafios comunitários. Pois bem, ao menos desta vez não é Set que devemos derrotar repetidas vezes, embora o confronto com Khepri também possa ser finalizado em pouco mais que um minuto.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

O que já sabemos de Rise of the Tomb Raider

Eu pretendia esperar a cobertura especial que a Game Informer está fazendo para Rise of the Tomb Raider chegar ao fim para tentar sumarizar as informações relevantes, mas decidi antecipar um pouco pois já tivemos diversas atualizações. Procurei manter as coisas diretas e resumidas, então, por favor, sinta-se convidado a também conferir os artigos originais.
Imagem cortesia de Game Informer
O jogo se passa um ano após os eventos em Yamatai. As maiores cicatrizes de Lara Croft, entretanto, são psicológicas. Durante a última expedição da Endurance, ela testemunhou coisas na qual não acreditava, e, da mesma forma, as pessoas ao seu redor acham que a arqueóloga enlouqueceu. Uma seita secreta de adoradores do sol e uma alma imortal? A determinação de Lara para provar o que viu rapidamente se torna uma obsessão.

Um ano inteiro de pesquisas sobre lendas e mitos sobre imortalidade levam Lara a cidade invisível de Kitezh. Ela busca respostas para si e para o mundo, portanto essa expedição é uma maneira de lidar com esse trauma e procurar possíveis evidências. O planejamento prévio faz com que Lara e Jonah dirijam-se à montanhas na Sibéria, devidamente equipados para escalada. Uma perigosa avalanche acaba separando os dois, então Lara pede, via rádio, para que Jonah retorne — essa é uma jornada que ela deve encarar sozinha.

No decorrer da última aventura, Lara fez coisas que não sabia ser capaz, o que alterou a percepção que tinha sobre si. Apesar de ainda estar se autodescobrindo, ela amadureceu e está mais confiante em suas habilidades. Ela deixa de simplesmente reagir ao perigo e se coloca ativamente em situações complicadas, colocando sua vida e credibilidade em risco.

O transtorno de estresse pós-traumático faz parte da jornada, mas não é o tema central. A história é auto-contida, portanto não é necessário jogar Tomb Raider e tampouco ter lido os quadrinhos ou The Ten Thousand Immortals, mas pequenas referências e easter eggs devem ser incluídos. O número de personagens secundários também foi reduzido para melhor explorá-los em jogo: dos sobreviventes da Endurance, apenas Jonah foi confirmado até agora.
Imagem cortesia de PC Games
Kitezh é um lugar bastante diferente de Yamatai, portanto serviu como grande base para a trama e também o desenvolvimento de tecnologias necessárias para representá-la em jogo. Sua localização, na vastidão da tundra siberiana, atende muito bem ao tema de sobrevivência do jogo; e existe um quê de nostalgia em iniciar um jogo com Lara num ambiente tomado por neve, tão distante da civilização.

A intenção é transformar o ambiente no principal antagonista. Lara ser uma superheroína invencível iria contra tudo que o reboot tentou eliminar dos jogos anteriores, então ela deve continuar sendo desafiada constantemente. Diversos momentos devem capturar sua humanidade, demonstrando insegurança sobre quem é, seu rumo e suas capacidades.

Nem tudo é neve, porém. Ao menos dois lugares já foram confirmados, então além da Sibéria também exploraremos um oásis em Segredo :): uma paisagem tomada por terrenos áridos e rochosos. Florestas e cavernas subaquáticas também foram citadas.

Muitas das mecânicas de TR2013 foram retidas, principalmente a estrutura metroidvania do jogo. Você ainda vai atravessar áreas que não pode explorar completamente até mais tarde, quando estiver devidamente equipado para tal. Os hubs também voltam, podendo ser até três vezes maiores que antes.

O sistema de improvisar melhorias ("crafting") foi expandido. Agora, ao invés de escórias genéricas, Lara recolhe diversos tipos de recursos de fontes diferentes. Cada objeto (entre eles, ferramentas, armas, munição e itens para cura) requer uma combinação de diferentes recursos, e alguns destes recursos só poderão ser colhidos de animais raros.

Aqui surge outra novidade. O jogo possui ecossistemas que mudam de acordo com condições climáticas e temporais. Assim como TR2013, o jogo não possui um ciclo dinâmico, mas ao revisitar uma área você pode encontrá-la completamente diferente da última vez que esteve nela. Mudanças de clima afetarão a população daquela região; certos animais só surgirão à noite; e assim por diante.

Lara carrega consigo um grande entendimento da cultura e antropologia dos destinos que pesquisa, e assim uma nova mecânica é introduzida. Ela possui noções básicas dos idiomas locais, mas pode desenvolvê-las. Não a ponto de tornar-se fluente no idioma, mas o suficiente para conseguir ler e decifrar textos e, assim, desvendar segredos de antigas escrituras.
Imagem cortesia de PC Games
A transposição de ambientes, tanto horizontal como verticalmente, continua sendo um dos pilares-base do jogo. O combate propriamente dito não deve apresentar muitas mudanças, mas novas mecânicas de discrição permitem abordar situações de maneiras diferentes. A forma como são descritas lembra bastante Assassin's Creed III – escalar árvores, esconder-se em arbustos, nadar abaixo da superfície –, permitindo que Lara mate inimigos sorrateiramente sem ser avistada. Ela pode distrair inimigos com objetos e, em certos casos, usar esses recursos para evitar conflito aberto.

Por fim, embora tecnicamente não sejam novidade, as tumbas vão receber maior atenção em RTR. Os enigmas continuarão estabelecidos em física e sistemas realistas, mas podem possuir diversas etapas até que sejam completamente solucionados. A ideia é mesclar as mecânicas introduzidas em TR2013 com outras facetas da franquia, como vastos ambientes históricos. O balanceamento de dificuldade dos enigmas deve ser progressivo, visando desafiar mas não prender o jogador. Naturalmente, tumbas maiores devem oferecer recompensas melhores.

Ah, sim, as mortes violentas também marcam presença.


Importante também relembrar que a versão para Xbox 360 está sob responsabilidade integral da Nixxes Software, sem impôr restrições no desenvolvimento da versão para Xbox One. A duração da exclusividade não foi revelada, mas a Crystal afirma que possuir o apoio de engenheiros da Microsoft permite-lhes explorar novos patamares com o console, então, à longo prazo, o contrato pode provar ser benéfico para a franquia como um todo.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Vídeos do modo co-op de Temple of Osiris

Este é um pequeno projeto no qual estive trabalhando no decorrer dos últimos dias. A ideia original era registrar em vídeo as diferentes possibilidades do modo cooperativo de Temple of Osiris; ou seja, partidas em dois, três e quatro jogadores. Eu reduzi o escopo para algo mais realista.

Eu e AC, jogador de Portugal que assume o papel de Isis nos vídeos abaixo, já logamos incontáveis horas de jogo juntos. Na primeira semana em que o desafio comunitário não nos engajou, decidimos revisitar as tumbas. Paralelo a isso surgiu a ideia de completá-las rapidamente, então estivemos a repetir as fases visando tempos cada vez menores.
 
A única exceção à essa regra fica para a primeira fase do jogo, Pyramid of Osiris, que infelizmente não funciona no cooperativo online. Existem diversos problemas e nós até voltamos a jogá-la para tentar uma partida mais bonita, mas o resultado foi essencialmente o mesmo.

 
Pyramid of Osiris Tomb of the Timekeeper
3:30
Tomb of the Silversmith
3:44
Tomb of Khepri
1:22
Tomb of the Ferryman
5:15
Tomb of the Lamplighter
4:53
Tomb of Sobek
2:27
Tomb of the Torturer
3:45
Tomb of the Architect
4:38
Tomb of Set
1:20
Tomb of Hoarfrost
5:31
Tomb of the Embalmer
5:44
 

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Desafio: Apontando o Canhão

11. Ride the Rail
Objetivo: Executar 10 mil inimigos de qualquer tipo usando a Railgun
Recompensa: Gold Rifle
Período: 15 a 21 de fevereiro
Steam: 100% — Sucesso!

O último desafio, definitivamente, não animou a comunidade ‒ chegamos ao término do prazo com apenas 49% do objetivo. Pouco surpreendente, na verdade, levando em consideração a recompensa. Em contrapartida, o desafio desta semana tem um requisito muito menor enquanto nos oferta a última variante de arma dourada disponível no jogo.

sábado, 14 de fevereiro de 2015

Arte conceitual de Rise of the Tomb Raider

Vou admitir que não estou acompanhando ativamente as novidades de Rise of the Tomb Raider, mas tenho lido e postado no Twitter alguns links para artigos como os da Game Informer. Após essa demonstração inicial do jogo para a imprensa, diversas informações estão surgindo aos poucos.

A novidade mais importante para mim, até agora, é saber que a Crystal Dynamics está projetando o jogo pensando nas capacidades do Xbox One, deixando a versão para Xbox 360 totalmente nas mãos da Nixxes Software.

Além da Game Informer, outras publicações conferiram a apresentação do jogo, como o jornal Toronto Sun e também a Official Xbox Magazine (e estou convencido de que a próxima Revista Oficial do Xbox nacional trará essa mesma matéria de capa; em tempo, a edição n.103 traz um review traduzido pouco favorável a Temple of Osiris, 6/10). Não estamos autorizados a reproduzir as imagens neste momento, então não deixe de conferir!

Ao término do especial da Game Informer, vou condensar todas informações relevantes num artigo próprio para o blog. Por enquanto, vou apenas deixar a seguinte arte conceitual que a Crystal Dynamics liberou exclusivamente para os fansites oficiais de Tomb Raider.

Feliz Aniversário, Lara Croft!

http://geckokid.deviantart.com/art/Tomb-Raider-Anniversary-Render-90214887

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Desafio: Limpando a Casa

10. House Cleaning
Objetivo: Exterminar 100 mil escaravelhos com o lança-chamas
Recompensa: Large Bag of Gems
Período: 8 a 14 de fevereiro
Steam: 49%

Tenho que admitir que estou levemente decepcionado com o desafio desta semana, por dois motivos. Ambos dizem respeito ao dia 14/02 aniversário de Lara Croft e também o dia de São Valentim , esperava por um evento especial. Ao invés, temos mais um desafio vinculado ao lança-chamas para uma recompensa pífia.

Pelo menos semana passada conquistamos o Lost Ring of Bes, que apesar de não possuir nenhuma característica útil torna as jogatinas mais bem-humoradas, bem como um excelente remix da trilha sonora. Confira aqui:

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Os DLCs de Lara Croft and the Temple of Osiris

Agora que os DLCs de Temple of Osiris estão disponíveis para o público geral, achei que seria interessante recapitular o conteúdo de cada um deles. As estatísticas dos equipamentos podem ser conferidas nas listagens que postei no final de dezembro.

Estes são os preços praticados pela Steam, mas acredito que sejam equivalentes nas demais plataformas. Ressalto, também, que o Season Pass contém os dois DLCs principais e vem munido de diversos itens exclusivos, mas não traz nenhum dos pacotes de incentivos de pré-venda.

Hitman Pack
* Bônus de pré-venda digital
Arma: Silverballers
Anel: Agent Ring
Roupas: Hitman Lara, Hitman Isis, Hitman Carter, Hitman Horus
Preço: USD 1.99 | BRL 4,29


Deus Ex Pack
* Bônus de pré-venda da Amazon
Arma: FR-27 Sanction Flechette Rifle
Anel: Augment Ring
Roupas: Deus Ex Lara, Deus Ex Isis, Deus Ex Carter, Deus Ex Horus
Preço: USD 1.99 | BRL 4,29


Legend Pack
* Bônus de pré-venda da Gamestop
Arma: Gold Pistol
Anel: Legend Ring
Roupas: Lara Legend, Isis Legend, Carter Legend, Horus Legend
Preço: USD 1.99 | BRL 4,29


Season Pass Gear Up Pack
DLCs: Icy Death, Twisted Gears (veja conteúdo de cada DLC abaixo)
Armas: Automatic Dart Rifle, Dart Rifle, Toxic Dart Gun, Toxic Shotgun, Toxic Submachine Gun
Anéis: Copper Ring of Haste, Copper Ring of Rage, Vulnerable Copper Ring of Reach, Weakened Iron Ring of Khet, Winter Copper Ring of Abundance
Amuletos: Iron Scarab Fetish, Iron Set's Crook
Roupas: Survivor Lara, Survivor Isis, Survivor Carter, Survivor Horus
Preço: USD 9.99 | BRL 19,99


Icy Death Pack
* Incluso no Season Pass
Fase: Tomb of Hoarfrost
Arma: Icy Death
Anéis: Frozen Band of Set's Favor, Frozen Mark of Set's Ascetic
Amuletos: Bronze Hedjet Flail, Frozen Pendant of Set's Chosen
Roupa: Ice Climber Lara
Preço: USD 4.99 | BRL 10,49


Twisted Gears Pack
* Incluso no Season Pass
Fase: Tomb of the Embalmer
Arma: Cluster Bomb Launcher
Anéis: Sekhmet's Blessing, Sekhmet's Retribution
Amuletos: Osiris's Silver Fire Flail, Sekhmet's Wrath
Roupa: The Original
Preço: USD 4.99 | BRL 10,49

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Campanha de Rise of the Tomb Raider começa

Demorou, talvez até demais, mas hoje junto ao lançamento do último DLC de Temple of Osiris finalmente foi dado o pontapé inicial da campanha promocional de Rise of the Tomb Raider. Assim como aconteceu com o reboot, além da matéria de capa da edição de março, o jogo receberá um tratamento especial da Game Informer no decorrer deste mês.

As informações iniciais revelam que após os eventos de Yamatai, Lara cresceu e se tornou uma verdadeira caçadora de aventuras. Agora, ela explorará ambientes inóspitos da Sibéria em busca de segredos perdidos da imortalidade, sob ameaça de uma sociedade secreta que esteve nas sombras desde o último jogo. O vídeo introdutório do portal da Game Informer pode ser conferido aqui:


Além das primeiras imagens do jogo, devo admitir que também estou bastante feliz em ver rostos familiares envolvidos no projeto, como Noah Hughes, Darrell Gallagher e Brian Horton. A próxima atualização do portal deve ocorrer amanhã. Favorite: GameInformer.com/ROTTR.

Como já sabemos, o jogo sairá para Xbox 360 e Xbox One no final deste ano. Acredita-se que a exclusividade seja temporária, mas demais plataformas ainda não foram confirmadas.

Tomb of the Embalmer